500 days of Summer

Domingo começo da tarde, três amigas – eu era uma delas – decidem ir assistir um filme leve, descompromissado, comédia romântica, aquele tipo de filme que você vai sair do cinema leve, rindo e sem pensar em coisas existencialistas.

Erro! 500 days of Summer já avisa no trailler: Este filme não é uma comédia romântica. “Sacada” publicitária, todos pensam isso.

Nos primeiros 20 minutos do filme você sente que realmente é uma comédia romântica, como em outros momentos do filme. Mas vamos lá, o que caracteriza uma comédia romântica? Um casal que vive se encontrando e desencontrando de modo bem divertido, com situações engraçadas e que no final tudo vira flores e corações.

Neste filme, Tom e o cara que cresceu vendo filmes e escutando músicas que fazem alusão ao amor, amor daqueles de pensar em achar a pessoa certa e acreditar que isso fará da tua vida feliz. Enquanto Summer é uma mulher linda, que desacredita no amar, afinal pra quê? Para sofre e ficar triste, melhor viver a vida bem e não passar por isso.

Eles se conhecem e começam a se envolver, ter um relacionamento, praticamente um casal. Entretanto para Summer não era bem isso. Passam momentos ótimos juntos, os culpados de Tom acreditar que achou a pessoa certa, o amor que fará da vida dele feliz! Erro! Não achou…Ele criou a ilusão sozinho. E ai vem todo o processo masoquista de entender, descobrir, deixar de viver, tudo porque acreditou ter encontrado a pessoa. Porém Summer, seguiu a vida dela.

Porque, afinal, que acontece quando relacionamento termina? A vida. A vida o fez terminar, assim como a vida te fará andar de novo.

A narrativa do filme é ótima, não linear. A direção de arte fantástica, com as “vinhetas” em animação tradicional, sem contar a leve interferência de animação a la Marry Poppins que tem no filme. A trilha sonora é absurda! Perfeita para a história, afinal tem Smiths e Pixies, entre outra perolas.

O filme mostra o que acontece na real. Como muitas pessoas ficam na obsessão de uma relação e colocam como condição de vida feliz: ter um namorado/namorada. E esquecem da vida e de muitas cosias que a tornam feliz. E o fato principal: você tem que estar feliz com você, antes de qualquer coisa ou pessoa. O filme não tem nenhuma lição de moral, nada disso. Mas mostra a vida continuando.

Ainda tem sessão na Mostra de SP: http://www.mostra.org/exib_filme.php?filme=7

Mas em novembro entra em carta!

Besitos Soleil!

 

Momento Jane Austen

Como foi dito no filme escutar musica “baladas românticas”, Smiths…ler Jane Austen, assistir romances, deveria ser proibido! Apenas alimentam a necessidade de um amor…rs …mas Eu adoro todos, f*. Continuarei sendo romântica e sonhadora e FELIZ!

Momento real

Toda mulher queria ser Summer, rs …acho que mesmo romântica final do século que sou, depois deste ano aprendi ser Summer mas equilíbrio na minha essência romântica.

Anúncios

1 Response to “500 days of Summer”


  1. 1 gueds outubro 29, 2009 às 3:05 pm

    não pude deixar de comentar… desde que vi o trailer desse filme em meados de Julho ficava ansiosamente procurando pelo seu lançamento… até que SAIU!

    É beeeem real o filme, desde os momentos de glória onde tudo (ou parece) dá certo até os caminhos ao encontro da desilusão, a queda.
    Ela nunca prometeu nada, ela sempre foi sincera e firme nas decisões, já ele meio sem rumo, querendo o “algo mais” sempre iludido pelos pequenos detalhes que só ele via. A trajetória não-linear das bads e “goods” é uma grande sacada. Foi um filme que eu esperei pra sair, criei expectativa e ele, mesmo assim superou!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




¡Filosofia Soleil!

Just Looking

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Twito Logo existo


%d blogueiros gostam disto: