Adeus Saramago…

Ontem, 18 de Junho de 2010, acordei e escutei uma triste notícia: a morte de José Saramago. No momento fiquei com aquela sensação de “hã?”. Minutos depois pensei que ele agora estaria observando de um melhor ângulo a humanidade. Logo minha reação foi desenhar uma tirinha em sua homenagem, publicada ontem no blog ¡Filosofia Soleil!.

Quando comecei a ler José Saramago, posso definir como uma experiência única, porque é uma “amizade” literária que você conhece aos poucos e cria uma enorme paixão. Primeiro: o instante de acostumar-se à escrita de Saramago que é muito particular, a qual inicialmente te confunde pela pontuação tão peculiar, mas segundos depois é envolvente. Segundo: a temática sempre provocativa; procurava através de estes temas insitar o pensamento, fazendo o leitos questionar o que lia e via. E terceiro: a filosofia, sim juntando os dois primeiros pontos desta “amizade” literária, chega-se ao resultado “filosófico saramaguiano” (liberdade poética para cria um termo), acontece bem no final, assim que o leitor fecha o livro; é o instante no qual você inicia uma observação e uma seqüência de pensamentos em cima do que lido.

José Saramago, não era um simples escritor, era e sempre será um grande observador humano. Com uma formação acadêmica bem simples, afinal não era um PhD em alguma coisa, era um técnico mecânico. Saramago é um mestre da literatura contemporânea, mostrando que não é necessário “n” academicismos. Basta ser humanista, saber enxergar o mundo. Com seu estilo literário em 1998 ganhou o Prêmio Nobel de Literatura, o primeiro Nobel dado a um escritor de língua portuguesa.

Um dos últimos comunistas deste mundo. Digo que era um dos últimos, porque defendia uma ideologia comunista, não como hoje se vê pessoas que nem sabem o que é a filosofia política que dizem defender. Bom, Saramago como um grande comunista era ateu, fato que o levou a escrever excelentes livros como: O Evangelho Segundo Jesus Cristo e o mais recente Caim.

O mundo perdeu ontem um grande observador, um humanista. E a literatura disse adeus a um escritor gigante que deixa uma contribuição literária enorme.

Agora cabe a todos nos enxergar dentro de nossa cegueira, navegar em busca de cada ilha desconhecida neste mundo que é um eterno ensaio sobre a lucidez visto sobre um evangelho.

Momento Van Filosofia
Algo de muito interessante está acontecendo em algum lugar, porque as pessoas interessantes estão partindo. Deve ter uma festa muito boa em algum lugar… rs

Anúncios

1 Response to “Adeus Saramago…”


  1. 1 jan junho 19, 2010 às 7:29 pm

    Somos ambas a sentir a perda Sol.
    A admiração é tamanha.
    Tb postei algo em homenagem a esse grande escritor, a esse grande homem.
    Beijo grande.
    Ps- Vc ta me devendo um visu pro meu blog :P. Amo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




¡Filosofia Soleil!

Just Looking

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Twito Logo existo


%d blogueiros gostam disto: