E lá…mais um ano eleitoral.

Escolher o distino de um pais? Saber votar naqueles que representarão a nação? Patriotismo e civismo na sua máxima expressão? Em tese, isso caracterizaria uma eleição. Em tese.

Este é um ano eleitoral. No Brasil será escolhido o futuro ocupante para o cargo de Presidência da República, além dos Governadores Estaduais, Senadores, Deputados Federais e Estaduais. Porém antes de ser um ano eleitora, foi o ano da Copa do Mundo, que para muitos é mais “patriota” do que a eleição.

Esse modo de pensar, pode definir bem o modo de pensar de uma grande maioria. Futebol, Praia ou que quer que for é mais atrativo e importante que Eleições. E claro, o patriotismo está diretamente ligado às conquistas esportivas.

De verdade não culpo quem pensa assim. É a dinâmica.

Vivemos num paia que não possui cultura política. É super fácil comprovar isso. Quando você estiver na fila da votação escute as diversas reclamações que vão desde: “Preferia estar dormindo” até “ Pó, num dia desse podia estar na praia.” Podemos ainda acrescentar a este pacote o fato das candidaturas mais “bizarras”, afinal este ano estamos batendo o recorde: Mulher Pêra, Cameron Brasil, Batore, Tiririca, Ronaldo Esper, KLB, Marcelinho Carioca…entre muitas outras.

Não podemos esquecer da clássica frase, talvez umas das mais ditas junto com “Político não presta”: “Acho que o voto tinha que ser facultativo.” Apoio total! Sempre fui uma das pessoas a erguer essa bandeira pelo voto facultativo. Mas uma coisa tem que ficar bem clara: Se você optar por não votar, lembre-se que você ao poderá reclamar. Já que você decidiu não cumprir com o seu dever de cidadão.

Nestas eleições temos a chance de ter uma mulher no comando deste país, pela primeira vez na história da república. Afinal temos duas candidatas Dilma e Marina.

O que também, ficou notório, que a retórica política se perdeu total. Os marketeiros são mais protagonista que o candidato, que toma formas de produto a ser vendido através de peças publicitárias. Claro, que os ataques através de denúncia conseguiram papel principal, este ano, deixando até o marketeiro meio como figurante.

O certo é que este dever é importante pacas. Pode ser que você acredite naquela máxima: “Política não faz parte da minha vida.” Bom é o momento de entender que faz parte sim. Esse post ainda vai render outros post. Vamos ficar por aqui. Porque fato é política faz parte da vida de cada cidadão e não mudarei o sentindo de patriotismo .

Momento Real
É necessário educar politicamente.

Anúncios

1 Response to “E lá…mais um ano eleitoral.”


  1. 1 Lídia setembro 18, 2010 às 1:22 am

    Olá! Adoro seu blog, principalmente o finalzinho com os “momentos”, rs…
    Graças à vc ouvi o cd do arcade fire e simplesmente amei! Como pude não escutar antes? hahaha
    Nunca comento, mas sempre passo aqui, um abraço!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




¡Filosofia Soleil!

Just Looking

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Twito Logo existo


%d blogueiros gostam disto: