Virada Gastronômica. Ideia legal, mal executada

A Virada Cultural já é um evento bem conhecido e muvucado de São Paulo. O que você for tentar ver, certeza que estará cheio. Mas indo com esse espírito de muvuca, a coisa fica menos pior. O problema é quando a muvuca envolve comida.

Este ano aconteceu a Virada Gastronômica, uma ideia fantástica, na qual juntou alguns dos melhores chef de São Paulo – no total eram 23 cozinheiros – com suas especialidades vendidas a preços populares que variavam entre R$5,00 a R$15,00. E pra inaugurar essa comilança, uma galinhada feita por Alex Atala, chef do momento.

Ok, a ideia é bem legal. Mas como organizar distribuição de galinhada grátis às 00h num evento que move milhares de pessoas? Como organizar barraquinhas e filas com milhares de pessoas?

Foi o erro da organização. A impressão que dá é que os organizadores não tinham a menor noção de espaço e quantidade de pessoas.

A galinhada foi um caos. Até porque muitas pessoas nem estavam tão interessadas na galinhada, mas estavam querendo ver o pop chef Alex Atala, que devido a muvuca não consegui chegar. No domingo cedo, até que estava tranqüilo para comer nas barraquinhas do Minhocão, mas depois das 13h, eram o caos.

Bom, consegui experimentar algumas comidinhas. Comecei com Baião de Dois, do Rodrigo de Oliveira (Mocotó), não gostei muito, mas é porque não curto pimenta e tinha bastante para meu paladar. Segundo prato foi o Arroz de Carreteiro com pipoca, do Márcio Silva e da Daniela Amendola (Oryza), o sabor era ótimo e a mistura com o crocante da pipoca ficou perfeita. Terceiro foi Steak Tartare e batatas fritas, do Luiz Emanuel (Allez, Allez!), gostei das batatas, mas uma vez por paladar meu, não gosto da textura da carne crua. Consegui provar, também os espetinhos do Marco Soares (Oliva Restaurante), eram espetinhos. Pra fechar sobremesa, Trio Guloseima da Carol Bandrão (Las Chicas): Monkey Brownie muito bom, com uma textura cremosa; Arroz Doce com coco queimado, estava no ponto; e quindim, esse não comi, porque num curto.

Como disse, se você já ia com o espírito de muvuca, bagunça e desorganização, dava pra com muita paciência curtir e saborear pratos por preços bem pequenos. Como diz minha mamis: “O gostinho ninguém tira”. Experimentei comidinhas gostosas!

Momento Designer (ou seja, chata rs)
O Minhocão é grande, bem grande! Porque colocaram as barraquinhas tão perto? Se afastassem só um pouco ajudava a muvuca ser menor.


Anúncios

0 Responses to “Virada Gastronômica. Ideia legal, mal executada”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




¡Filosofia Soleil!

Just Looking

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Twito Logo existo


%d blogueiros gostam disto: